Contos da noite

um filme de Michel Ocelot

84 min., 2011, França, DCP – 3D (versão dublada e legendada)

sinopse

Todas as noites, uma menina, um menino, e um velho técnico se reúnem em um pequeno cinema. Embora o lugar pareça abandonado, ele é cheio de magia. Os três amigos pesquisam, inventam, desenham e se vestem como diversos personagens, a cada noite, encenam uma história, uma fantasia. Há bruxas e fadas, reis poderosos​​, lobisomens, belas e cruéis mulheres, catedrais e cabanas de palha, cidades de ouro e florestas escuras. Eles se sentem vivendo uma noite mágica em que tudo é possível.

ficha técnica

Direção: Michel Ocelot
Elenco (Vozes): Julien Béramis, Marine Griset, Michel Elias, Olivier Claverie, Isabelle Guiard, Yves Barsacq, Legrand Bemba Débert, Fatoumata Diawara, Fabrice Daudet Grazaï, Sabine Pakora, Gérard Diby, Umban Gomez de Kset, Firmine Richard, Olivia Brunaux, Serge Feuillard
Produção: Christophe Rossignon e PhilipBoëffard
Animação: Jean-Claude Charles, Pascal Lemaire, Aude Larmet, Christophe Barnouin, Elodie Lenaerts, Yannick Giaume, Ferdinand Boutard, Damien Gaillardon, Francesco Vecchi, Alice Bouchier, Léo Silly Pelissier, Véronique Poilane, Khaled Labidi, Laurianne Proud’hon
Roteiro: Michel Ocelot
Edição: Patrick Ducruet
Música: Christian Maire
Título Original: Les Contes de La Nuit
Duração: 84 min.
Ano: 2011
Classificação indicativa: Livre

sobre o diretor

Michel Ocelot nasceu em 1943 na Côte d’Azur, França, mas passou a infância em Guiné, oeste da África. Considerado um mestre da animação, Ocelot elabora os roteiros de seus filmes a partir de referências estéticas e narrativas dos contos tradicionais de diversas culturas, buscando valorizar as diferenças étnicas, religiosas e culturais. Seus filmes trazem o universo de príncipes, princesas, fadas, feiticeiras e o famoso menino africano Kirikou. Formou-se em Artes na École régionale des Beaux-Arts, em Angers, na École Nationale Supérieure des Arts Décoratifs, em Paris, e no California Institute of the Arts, em Los Angeles, e iniciou-se na animação fazendo curtas-metragens e séries de TV. Mas foi o seu primeiro longa-metragem, Kirikou e a Feiticeira (1998) que o tornou conhecido do grande público. O filme conquistou diversos prêmios, entre os quais o Grand Prix em Annecy. Ocelot dirigiu também os longas: Príncipes e Princesas (2000), Kirikou e os Animais Selvagens (2005) e As Aventuras de Azur e Asmar (2006).

festivais

2011

Berlin International Film Festival (em competição)
Karlovy Vary International Film Festival
Melbourne International Film Festival
London Film Festival
Sitges Film Festival
Thessaloniki - International Film Festival

2012

FIFEM - Festival International du Film pour enfants de Montréal
Istanbul International Film Festival
New York International Children's Film Festival
Greece - French Film Festival
London & Edinburgh - Rendez-Vous with French Cinema

trailer

fotos

poster